Estúdio QualiVidaEstúdio QualiVida

Facebook
Espaço Saúde Espaço Pilates Espaço Bem-Estar Avaliação Corporal

Dicas de SaúdeDicas de Saúde

Atividade Física e Envelhecimento Saudável

O acelerado processo de envelhecimento da população é observado no Brasil e no mundo. A expectativa de vida dos brasileiros segundo IBGE (2008) é de aproximadamente 73 anos, sendo os homens 69 anos e as mulheres 76 anos. Esse envelhecimento brasileiro é uma realidade crescente e prevê-se que, em 2020, 1 em cada 13 brasileiros terá mais de 60 anos. Seguindo este ritmo projeções estáticas apontam que no ano de 2025 o Brasil será sexto país no mundo com maior população idosa (Ramos, Veras e Kalache, 2004).

O envelhecimento é um processo que provoca alterações e desgastes em vários sistemas funcionais, que ocorrem de forma progressiva e irreversível. O momento em que estas transformações ocorrem, quando passam a ser percebidas e evoluem, diferencia-se de um indivíduo para o outro. Na verdade cada pessoa envelhece de forma diferente. O envelhecimento não é só cronológico, é também biológico, funcional, psicológico e social.

Entretanto em idades mais avançadas as limitações funcionais, tais como cognição, equilíbrio, perda de força muscular, bem como surgimento de doenças crônico-degenerativas intensificam se ocasionando perda da capacidade funcional (Fiedler e Peres, 2008). Os resultados desses fatores é a diminuição da capacidade funcional, gerando uma maior dependência em realizar as atividades da vida diária. Segundo o Educador Físico e Gerontologo Anderson Amaral coordenador da CEAFES a visão mais triste do envelhecimento é sob o olhar da incapacidade funcional, ou seja capacidade de realizar atividades das vida diária. Atividades essas que em geral podem ser comprometidas com o passar dos anos.

O estilo de vida ativo ajuda na manutenção e aumento da capacidade funcional dos idosos. Sabe-se que há mudanças fisiológicas ao longo da vida, em especial após a sexta década de vida. Entre as alterações fisiológicas que acontecem podemos citar a perda de força muscular, massa muscular, diminuição da capacidade aeróbia, equilíbrio e controle postural, cognição e massa óssea. Há problemas também na saúde mental dos idosos. Problemas como depressão, ansiedade, déficit cognitivo e as temíveis doenças neurológicas como o Mal de Parkinson e Mal de Alzheimer.

Atualmente os estudos indicam (ACSM, 2009) que há benefícios significativos na qualidade de vida dos idosos com a prática regular de exercícios físicos. Podemos citar o aumento de massa muscular, diminuição de quedas, melhoria do controle postural, psicossociais, cognição, saúde mental entre tantos outros benefícios. Alias os benefícios dos exercícios físicos para saúde mental vem sendo estudado bastante nos últimos anos principalmente utilizando os conceitos da neurociência.

Antes de qualquer prescrição de exercícios físicos para idosos é importante uma avaliação pré-participação. Avaliação que deve começar com o médico e constar o educador físico avaliando as condições físicas e funcionais do idoso.

As atividades mais indicadas segundos os estudos baseiam-se em quatro alicerces:

· Exercícios de Força Muscular (Musculação)

· Exercícios Aeróbios

· Exercícios de Flexibilidade

· Exercícios de Equilíbrio ou exercícios funcionais

Outras atividades apresentam bons resultados como a hidroginástica, pilates e yoga.

Exercícios funcionais como os desenvolvidos pelo grupo de estudo da CEAFES que trabalham a reabilitação vestibular, neurocognitiva e funcional são excelentes e apresentam ótima relação dose-resposta é o que comentam os educadores físicos Fabrício Naliato e Anderson Rangel mestrandos no assunto e professores do curso de Pós-graduação em Atividade Física, Envelhecimento e Saúde.

O Importante é manter-se ativo fisicamente e mentalmente.

Por isso procure um local especializado com educadores físicos formados para prescrição do seu treinamento físico.

Nunca é tarde demais nesta vida. Seja para viver, amar, estudar ou praticar exercícios físicos. Não se esqueça disso!
 

Anderson Amaral

Mestrado em Gerontologia, Atividade Física e Saúde – UTAD

Pós-graduação em Neurociências e Longevidade – IPUB / UFRJ

Pós-graduação em Geriatria e Gerontologia – Unati / UERJ

Coordenador da CEAFES

Veja TambémVeja Também

Home | O Estúdio | Dicas de saúde | Parceiros | Unidades | Contato


Horário de Funcionamento

Funcionamento: Das 7h as 21h